Clube Optimus Vinhos Forum Index Clube Optimus Vinhos
Um sonho, nos nossos sentidos
 
 FAQFAQ   SearchSearch   MemberlistMemberlist   UsergroupsUsergroups   RegisterRegister 
 ProfileProfile   Log in to check your private messagesLog in to check your private messages   Log inLog in 

Vinoterapia e Wine Spas
Goto page Previous  1, 2
 
This forum is locked: you cannot post, reply to, or edit topics.   This topic is locked: you cannot edit posts or make replies.    Clube Optimus Vinhos Forum Index -> O Néctar
View previous topic :: View next topic  
Author Message
Jorge Sousa



Joined: 27 Apr 2006
Posts: 50

PostPosted: Mon May 22, 2006 8:05 pm    Post subject: Reply with quote

mlpaiva wrote:
... beber a água do banho... Cool

BOA, BOA! Laughing
LAVADINHOS POR FORA E POR DENTRO.
Back to top
View user's profile Send private message
goncas



Joined: 28 Apr 2006
Posts: 323
Location: Carcavelos

PostPosted: Mon Jun 26, 2006 7:27 pm    Post subject: Reply with quote

Caros,

Como o prometido é “de vidro”, segue uma pequena crónica sobre a Vinoterapia no Dão.

Sobre as Termas de Alcafache, fiquei surpreendido pela positiva. Ia apenas com a intenção de fazer tratamentos à renite alérgica (uma praga que me persegue desde a infância) e acabei por experimentar também o programa anti-stress de Vinoterapia.

A impressão inicial foi a mudança do paradigma. Pensava eu que já devia ter começado a fazer termas à 20 anos e depois cheguei à conclusão que fui 30 anos mais cedo. (Sim, senti-me jovem no meio de tanta malta sénior!!!!).

Depois fui me habituando ao “ambiente termal” e o bem-estar emergiu. As instalações são novas e fiquei surpreendido pela qualidade do serviço e atenção do pessoal. Não estamos a falar dum resort ou de um Spa num Hotel 5 estrelas, mas a relação qualidade-preço é excelente! (Não conheço nenhuma oferta que por cerca de 130 € seja possível fazer um programa de 3 dias e 12 tratamentos!!!).

Sobre o tratamento de Vinoterapia em si, a novidade reside nos produtos utilizados, que contêm os polifenois extraídos da uva, aproveitando as suas propriedades antioxidantes para tratar a pele. (Infelizmente, não tinha hidromassagem com “mosto de uva fermentado”) Wink

Fui espreitar outras termas na região (S. Gemil e S. Pedro do Sul) e já decidi que para o ano vou voltar a Alcafache.

A “segunda parte” da Vinoterapia, consistiu nas visitas a produtores e na gastronomia regional.

Produtores visitados:

Q. São Roques: Uma tarde muito bem passada na companhia do Eng. João Salgueiro, que com mestria, nos explicou toda a historia e filosofia vitivinícola da Q. Roques/ Q. das Maias e terminou com uma prova de vinhos. Destaque para a complexidade do Q. Roques Reserva 2003.

Q. Pellada/Q. Saes: Á chuva, acompanhamos o Eng. Álvaro de Castro numa volta às vinhas das três propriedades (Pellada, Saes e parte da Passarela) e apanhámos um banho de formação em viticultura. Foi uma visita muito engraçada, pena foi a hora tardia a que lá chegámos que não deu para mais.

Q. Cabriz: Já a caminho de Lisboa, parámos para almoçar e em boa hora o fizemos (Excelente rosbife de uma parte do lombo). Acabamos por conhecer a responsável pelo Enoturismo que nos brindou à saída com uma prova de topos de gama (Dourat, Encontro 1 e Four C, só faltou o Pião que acabei por comprar para provar mais tarde). Muito didáctica os pequenos bardos de várias castas à entrada da adega, que nesta altura permitem já verificar as diferenças das parras e da forma do cacho.


Restaurantes: “Os Antónios” em Nelas
. Cabrito de Churrasco: Correcto, sem deslumbrar. Destacou-se o Pé Franco (Touriga Nacional/Tinta Roriz) da AC de Nelas, robusto e guloso. Bom serviço, era só um empregado a atender 7/8 mesas, mas deu conta do recado (era dia de semana). Preços razoáveis para a qualidade de serviço oferecida.

“O Júlio”, em Gouveia. Experimentei o “Entrecosto com Arroz de Carqueija”. Muito bom, acabado no forno, apresentava-se seco com o arroz cozido no ponto e o entrecosto bem tostado. Um único reparo apenas para a quantidade. Na minha opinião tinha pouco entrecosto. Compensou o arroz de Carqueija, que estava muito saboroso. Foi acompanhado de uma forma sublime por um Q. Pellada 1996 (em grande forma, apesar dos 10 anitos). Serviço atencioso. Vou voltar para experimentar outros pratos de gastronomia regional. Propostas de vinho muito interessantes (especialmente do Dão) a preços sensatos (“antiguidades” incluídas).

O Camelo, em Seia: Filetes de Polvo com arroz de Feijão. Saboroso, mas o arroz estava demasiado malandrinho para meu gosto. Sinceramente, esta refeição foi um pouco prejudicada pela prova de vinhos na Quinta dos roques que me “cansou” os sentidos e optei por meia garrafa Bons Ares 2002 (Branco). O vinho apresentava-se já algo evoluído, já com alguma falta da acidez refrescante.

Póvoa Dão: A revelação desta visita. O restaurante localiza-se num projecto de turismo que envolve a recuperação de uma aldeia medieval perto de Silgueiros. Escolhi cabrito à serrana (assado no forno), acompanhado do Q. das Bageiras, Garrafeira 2000 (foi melhorando muito durante a refeição). O cabrito estava simplesmente fabuloso (excelente carne, muito bem confeccionado). Copos adequados a pedido. (sinceramente, não acho agradável a situação de o cliente ter de pedir se há copos adequados para beber o vinho”. Preços equibridados e carta de vinhos, que sem ser muito abundante, apresentava pelo menos meia dúzia de sugestões por região.
Apesar da rábula dos copos, recomendo vivamente o restaurante! I will be back!!!

Clube dos Caçadores em Viseu (ou melhor, perto de Viseu ao lado do Aeródromo). Como já não estamos no auge da época, optámos por umas propostas mais conservadoras dentro da oferta de caça: Javali e bifinhos de veado no churrasco. Carnes bem grelhadas, sem entusiasmar muito. O vinho escolhido foi um Q. da Pellada – Tinta Roriz de 99. Com alguma fruta ainda apresentava alguma complexidade com aromas terciários (especiarias). Bom vinho, no entanto gostei mais do Q. Pellada 96.

Restaurante do Hotel Rural de Vila Meã: Mais uma dose de Filetes de Polvo (dá para perceber que eu não gosto nada de polvo). O polme dos filetes estavam com uma textura bem conseguida embora ficassem a ganhar se os tivessem secado melhor. Desta vez os filetes eram acompanhados por umas migas de feijão frade (fiquei com vontade de experimentar esta combinação em casa). Regado com um Duque de Viseu Branco, que não deixou saudades.

Q. Cabriz: Foi a segunda visita a este Restaurante. No ano passado, a caminho do Douro experimentei um dos menus de degustação que na altura impressionou pela qualidade e quantidade. Optámos por um rosbife que como referi estava divinal. A Carne era do lombo (desfazia-se na boca) e estava impecavelmente confeccionada (bem rosadinha por dentro). Foi sublimemente acompanhada por um Q. Cabriz TN 03 de cor carregada, muito intenso aromaticamente com o lado floral da touriga a sobressair e na boca com muita fruta, taninos marcados e corpo e acidez equilibrados. Já se bebe muito bem mas que até pode ser guardado para ficar (ainda) mais elegante. Serviço de vinhos exemplar (copos e temperatura de serviço)

Em matéria de vinhos, um comentário telegráfico para os “topos de gama” da Q. de Cabriz:
- Four C 2003: Poderoso e encorpado, sobressaem os taninos por domesticar. Quanto a mim, vinho para mais para guardar do que para beber já. Muito longo, fui o resto da viagem com este vinho na memória gustativa.
- Encontro 1 2003: Tinha alguma expectativa em relação a este vinho. Com os taninos mais redondos que o Four C, sobressai a sua acidez vincada. Não fiquei totalmente convencido em relação à excelência deste vinho, mas dou um desconto por o painel de prova ter sido muito forte.
- Dourat (2ª colheita): Pelo seu equilíbrio no corpo, acidez e taninos, foi dos três o que gostei mais. Elegante e sedutor. Belo casamento ibérico.

Ficámos no Hotel Rural de Vila Meã. O quarto era espaçoso e a cama confortável. Pena o ligeiro odor a “naftalina” quando chegámos. Áreas comuns agradáveis, serviço simpático e atencioso. Não tivemos oportunidade de usar a zona da piscina (foi na semana dos aguaceiros fortes) mas o espaço era bem agradável. Boa relação qualidade-preço.

Uma palavra final para o deficiente serviço (excepto na Dão Sul) de vinhos nos restaurantes. Todos os tintos foram servidos “à temperatura ambiente” e em copos “de combate”. Valeu a atitude diligente da generalidade dos empregados que sempre aceitaram o pedido do frapê/manga sem muitas perguntas. Para resolver o problema dos copos, já passei a andar com uns copos adequados no carro.
_________________
Saudações enófilas

Nuno Gonçalves
Back to top
View user's profile Send private message
Rui Miguel



Joined: 26 Apr 2006
Posts: 977
Location: Dão, Douro, Alcochete

PostPosted: Mon Jun 26, 2006 7:37 pm    Post subject: Reply with quote

Goncas Viva!

Que grande relato, que grande passeio!Very Happy

Ando ao tempo para ir a Póvoa Dão, conheço só pelas revistas. Embarassed
_________________
Sem problemas, sem stress. Sempre Cool
http://pingasnocopo.blogspot.com
Back to top
View user's profile Send private message Visit poster's website MSN Messenger
pbrandao
Site Admin


Joined: 01 Apr 2006
Posts: 1426
Location: Corroios

PostPosted: Tue Jun 27, 2006 7:49 am    Post subject: Reply with quote

Nuno,

Muito obrigado pelo detalhado relato. Espero que no fim estejas bem melhor da renite alérgica, nem que seja por estares "dormente" Laughing .
Gosto muito dessa região, e quando lá voltar vou levar as tuas notas para referência.
_________________
Abraços

PBrandão
Web page com muita bacorada em http://bservices.homelinux.com/cov
NR: é mais o tempo que passa em baixo do que o acessível...
Um cantinho para a conversa em http://cov.s1.bizhat.com
Back to top
View user's profile Send private message Send e-mail Visit poster's website Yahoo Messenger MSN Messenger
goncas



Joined: 28 Apr 2006
Posts: 323
Location: Carcavelos

PostPosted: Tue Jun 27, 2006 9:07 am    Post subject: Reply with quote

Pedro,

Quote:
Espero que no fim estejas bem melhor da renite alérgica, nem que seja por estares "dormente" .


Para melhorar, acho que tenho de continuar com os tratamentos de vinoterapia Smile Smile

Leva as referências do Rui também. (Não tive tempo de ir a todas as recomendações que ele fez, mas conto utiliza-las numa próxima oportunidade)!
_________________
Saudações enófilas

Nuno Gonçalves
Back to top
View user's profile Send private message
Display posts from previous:   
This forum is locked: you cannot post, reply to, or edit topics.   This topic is locked: you cannot edit posts or make replies.    Clube Optimus Vinhos Forum Index -> O Néctar All times are GMT
Goto page Previous  1, 2
Page 2 of 2

 
Jump to:  
You cannot post new topics in this forum
You cannot reply to topics in this forum
You cannot edit your posts in this forum
You cannot delete your posts in this forum
You cannot vote in polls in this forum


Powered by phpBB © phpBB Group. Hosted by phpBB.BizHat.com

vShare YouTube Clone Script

Free Web Hosting | Free Forum Hosting | Photo Gallery | FreeMarriage.com

Powered by PhpBB.BizHat.com, setup your forum now!
For Support, visit Forums.BizHat.com